Imprimir

Letra e música: Getúlio Targino Lima

Todas as tardes o sol se 
esconde 
e de manhã vem clarear 
a criação. 
Todas as noites nascem 
estrelas 
e vem a lua contrapor-se 
à escuridão.

Eu sou Deus e sou Pai 
eternamente. 
Se estás comigo, 
contigo vai 
o Meu cajado 
de Pastor: 
AMOR DE PAI.

Nasce a semente, no chão 
lançada, 
e, no seu tempo, haverá 
de florescer. 
O fruto próprio, vem-te do 
nada, 
demonstração que em tudo 
está 
o Meu Poder. 
Calor e frio, gelo e fogueira, 
tudo depende do comando 
que criei. 
Água dos lagos, rios e mares 
tudo caminha obediente 
à Minha Lei.

Aves no espaço, peixes nos 
mares 
e sobre a terra os animais 
da criação 
seguem vivendo conforme dita 
o ordenamento condutor 
da salvação.

Tudo conserva calor e vida 
e nesta terra só se dá 
transformação. 
Nada se perde, nada se cria, 
tudo se faz conforme o dom 
de Minha Mão. 

(Música em 30/04/95, de manhã, no sítio do Pica-pau Amarelo, Anápolis – GO, letra em 05/05/95,
à tardezinha, no escritório da O.J.G.T.L., Goiânia – GO)